Aos 5 anos, esta menina já tem seios e menstruações. Agora é menopausa que a atinge.

Agora é a menopausa.

Partilhar no Facebook
404 404 Partilhas

Uma mãe pede ajuda depois que a sua filha de 5 anos começou a menstruar e o seu peito começou a crescer.

Emily Dover ainda é uma criança, mas a sua mãe Tam diz que a sua filha começou a ter acne e odor corporal aos dois anos de idade.

O seu peito também começou a crescer desde os dois anos de idade.

Tam Dover também diz que Emily começou a ter o período com apenas quatro anos de idade. Além disso, pêlo começou a crescer em todo o corpo, incluindo a testa, costas e partes íntimas.

"Emily teve a sua menstruação no outro dia. Ela não entende o que se está a passar com ela, nem teve a chance de ser uma menina", diz a mãe.

"É difícil explicar-lhe o que lhe está a acontecer, mas ela sente que ela está diferente, ela vê que ela está mais alta do que as outras crianças. Emily é muito consciente do seu corpo. Ela tem medo do que acontecerá com ela", acrescenta a mãe Tam.

Emily foi examinada por um médico num hospital em Wyong, Austrália. Infelizmente, ela sofre de doença de Addison e de puberdade muito precoce.

A doença de Addison é uma desordem das glândulas supra-renais.

A família da pequena Emily fez uma campanha para pagar os custos astronômicos dos tratamentos necessários para lutar contra a doença.

Emily logo começará um tratamento hormonal que deve desencadear a menopausa na menina.

Com este tratamento, Emily vai saber de fato todos os lados maus da menopausa que uma mulher de mais de 50 anos sofre.

Tam escreve na página da angariação de fundos para Emily que é difícil pedir dinheiro a estranhos. No entanto, a família de Emily não tem escolha, pois está numa situação financeira crítica.

"Nós esperamos que você possa fazer a diferença na vida da nossa menina para que ela se sinta como uma criança de 5 anos como todos os outros", escreve a mãe na página.

Esperamos que Emily possa um dia curar-se e ter uma vida normal!

Partilhar no Facebook
404 404 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye