Adolescente realiza o seu próprio parto sem saber que estava grávida

Um presente inesperado.

Partilhar no Facebook
395 395 Partilhas

Emma Crofts-Wilson, uma jovem de 19 anos da Nova Zelândia, não sabia que estava grávida e foi surpreendida em um dia quando sentiu fortes dores.

Uma noite, Emma tomou um analgésico para dor nas costas e estômago e foi dormir. Ela sentiu fortes dores nas costas e resolveu tomar um analgésico antes de dormir. No dia seguinte, ela não sabia o que estava acontecendo, olhou entre as pernas e estava saindo uma cabecinha... 

"Eu não sabia o que estava acontecendo. Eu apenas senti uma pontada muito forte e quando eu olhei para baixo, vi uma cabeça", ela disse. "Foi quando caiu a ficha. Quando menos percebi, tinha um bebê nos braços."

Como não desconfiava da gravidez ela levou um grande susto, perdeu muito sangue, mas conseguiu cortar o cordão umbilical.

 

Quando já estava com o bebê nos braços ela mandou uma mensagem para a sua mãe: "Por favor, não fique brava ou com raiva, mas eu acabei de ter um bebê. Eu não sei o que fazer." 

Emma limpou tudo e esperou sua mãe chegar. Assim que ela chegou as duas foram com o bebê para o hospital e a mãe queria saber quem era o pai. Mas infelizmente Emma não conseguia lembrar quem poderia ter sido. Quando fizeram as contas da data possível da gravidez, ela ficou mais angustiada ainda, foi nas férias, quando ela conheceu um australiano que estava de passagem e ela nem sequer lembrava seu nome, muito menos tinha o contato dele.

Ela deu à luz a uma menina, que deu o nome de Hannah-Marie. 

A situação de Emma é muito frequente, por mais que achamos impossível isso acontecer, muitas mulheres ficam gravidas e nem percebem. Algumas não possuem menstruação recorrente e estão com sobrepeso, por isso não percebem a diferença. Ela não teve como se preparar para ser mãe, e terá que se acostumar com essa situação, tanto ela, quanto a família. 

Ela recebeu uma grande lição, as vezes uma relação sexual pode gerar uma mudança drástica em nossas vidas, e não estamos falando apenas em gravidez, mas em uma doença sexualmente transmissível. 

Partilhar no Facebook
395 395 Partilhas

Fonte: Não acredito · Crédito foto: Não acredito