A foto de duas crianças que ficara órfãs depois de um acidente de carro comove os internautas

Eles nem puderam comparecer ao funeral dos pais.

Partilhar no Facebook
111 111 Partilhas

A foto de duas crianças que ficara órfãs depois de um acidente de carro comove os internautas

Angie Clemens, 8 anos, e o seu irmão mais novo, Zachary, 5, sobreviveram a um grave acidente de carro com os seus irmãos mais novos de 4, Wyatt, e de 2 anos, Nicholas.

A 7 de abril, um Chevrolet Tahoe bateu no carro da família numa estrada em San Angelo, no Texas.

O pai de 31 anos, Jim, e a mãe de 29 anos, Karisa, morrem, bem como a filha mais nova, Juliana, que tinha apenas 8 semanas de idade.

A mãe que estava a conduzir o outro veículo perdeu o controlo. Ela e o seu filho sobreviveram ao acidente. 

Numa foto que se tornou viral, vemos Angie e Zachary, agora órfãos, de mãos dadas no hospital. A foto foi tirada na última terça-feira, quando se viram pela primeira vez desde o acidente. 

Angie e Wyatt encontraram-se no início do mês e ficaram felizes.

Mas Zachary ficou com as costas partidas depois do acidente e ficou muito tempo confinado à sua cama. Foi só nessa semana que os médicos conseguiram coloca-lo numa cadeira de rodas pela primeira vez.

Dois apelos por doações foram feitos para ajudar a família financeiramente. Até ao momento, angariaram 130 mil dólares para pagar despesas médicas.

As crianças ainda estão em estado crítico e são acompanhadas de perto pela equipa médica. 

Angie sofreu lesões cerebrais, segundo Teresa Burrell, uma familiar.

Wyatt começou a andar novamente depois de ter passado as últimas semanas numa cadeira de rodas. 

Ele até conseguiu colocar as mãos acima da cabeça na segunda-feira. Um gesto simples que é considerado um verdadeiro milagre devido à sua condição.

O funeral de Jim e Karisa, casado desde 2009, foi a 21 de abril.

Mas apenas o pequeno Nicholas pôde comparecer. 

Os pais eram “exemplos de fé, esperança, amizade e generosidade”.

Vários membros da família queriam ficar com as crianças para cuidar delas, mas o custo dos cuidados médicos era exorbitante.

Esperamos que os fundos angariados cubram todas as despesas para que as crianças possam ser levadas por um familiar próximo o mais rápido possível.

Partilhar no Facebook
111 111 Partilhas

Fonte: Ayoyemonde · Crédito foto: Ayoyemonde