Último desejo cumprido: Corpo de Roberto Leal velado em “caixão aberto”

Corpo velado na casa de Portugal em São paulo

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Último desejo cumprido: Corpo de Roberto Leal velado em "caixão aberto"

Corpo velado na casa de Portugal em São paulo

Roberto Leal morreu na madrugada de 15 de Setembro. A família cumpriu o último desejo do cantor e o seu velório , público, decorreu com ‘caixão aberto’ para que todos se pudessem despedir do músico.

Há dois anos que o cantor português travava uma luta contra um cancro de pele e estava internado desde o passado dia 9.

 Rodrigo Leal, um dos três filhos de Roberto Leal, confessou, à porta do hospital onde o progenitor morreu, em São Paulo  que está devastado. 

"Fiquei chocado, quando vi o pai há 2 ou 3 dias atrás não se imaginava este cenário. Até há duas semanas ele estava a fazer televisão, fazendo a vida que ele sempre amou fazer. Em dois dias tudo aconteceu… entrou aqui há dois dias e foi, está lá em cima", disse o músico, que trabalhou com o pai em vários projetos.

Outros artigos:

A última entrevista de Roberto Leal, há 2 semanas falava que não queria morrer... 

Foi apenas há duas semanas que Roberto Carlos recebeu em sua casa  a jornalista Veruska Boechat e falou nas dificuldades que ultrapassou na sua vida, da sua carreira e da sua luta contra o cancro. 

Roberto Carlos de 67 anos já se encontrava bastante debilitado e falou sobre a doença que  que lhe afetou as pernas, coluna e olhos, e a possibilidade da morte.

"Quando fui fazer a operação à coluna, a dor era tão grande, tão grande, que ela tomou conta do meu corpo. Antes de entrar no bloco procurei Deus e disse-lhe 'a partir de agora entrego-me nas Tuas mãos, que não mais forças'. Quando estás à beira de partir deste mundo, queres ficar mais um pouquinho, para ver crescer as tuas netas e as vitórias dos teus filhos. E deixar a tua companheira em paz", referiu Roberto Leal, alundindo aos três filhos (Victor, Manoela e Rodrigo), às duas netas (Bianca e Mayara) e à sua mulher desde há 45 anos, Márcia Fernandes.

Drama: Roberto  Leal doente com cancro, já está cego de um olho

Roberto Leal escondeu durante dois anos que lutava contra um cancro. Em declarações à TV Record, o cantor quebrou o silêncio. Tudo terá começado com fortes dores nas costas que se estendiam para a perna direita:"Tinha hora que eu não sentia do joelho para baixo e ela foi subindo até uma hora que eu não conseguia ficar em pé".

Seguiram-se sessões de acupuntura para aliviar as dores, mas sem sucesso. Fez exames onde se descobriu que Roberto Leal era "portador de um melanoma. Faz imunoterapia [para ativar o sistema imunitário], em ciclos de 21 dias, que está a evoluir de uma maneira muito positiva", comentou o médico do músico, Renan.

Dois anos depois do início dos tratamentos, com 10 sessões de radioterapia, Roberto diz que está "melhor do que nunca", mas ficou com a visão afetada devido a duas cataratas, já não vê do olho direito. "O máximo que pode acontecer é eu ficar com 30 a 40% de visão", comentou

Apesar destes graves problemas de saúde, não tem medo da morte: «Não! Não mesmo porque, Márcia Lúcia, a minha companheira de 42 anos disse: ‘Roberto como é que aceitas tão resignado e só com oração esta doença?’. Aceito porque acredito que for decido por Deus é o melhor para mim. Se eu realmente cheguei a esta situação, se este caminho é o único caminho possível, eu não tenho escolha, mas voltar para atrás, não. Isso é próprio de alguém que sabe que há uma luz no fim do túnel. Eu sei e tenho certeza que o amor vencerá toda a dor».

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: www.vip.pt · Crédito foto: www.vip.pt