Última Hora: Agência faz comunicado sobre Ângelo Rodrigues

Ator não será amputado

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Última Hora: Agência faz comunicado sobre Ângelo Rodrigues

A agência que representa Ângelo Rodrigues fez um comunicado onde informa que o ator está «totalmente fora de perigo».

Até ao momento, Ângelo foi submetido a quatro intervenções cirúrgicas, seguidas de tratamento em câmara hiperbárica. Não existe qualquer risco de amputação da perna”, como chegou a ser avançado, anunciou a Glam em comunicado.

O actor agradece as inúmeras manifestações de carinho e todo o respeito demonstrado. Só serão dados mais esclarecimentos se houver alguma alteração do seu estado clínico”, acrescenta a nota.

Ângelo Rodrigues vai ter de enfrentar lesões irreversíveis

O Ator de 31 anos apresenta algumas melhorias e já  “começou a comer sozinho”. Ontem, foi submetido a  um tratamento especial no Hospital das Forças Armadas, em Lisboa, mas segundo a endocrinologista  Sílvia Saraiva  “Só daqui a uns dois ou três dias é que iremos ver os resultados do tratamento, mas tem uma elevada taxa de sucesso“.

Ainda assim e mesmo que Ângelo Rodrigues consiga evitar a amputação da perna poderá ficar com danos irreversíveis e passar a movimentar-se com uma muleta.

"Depende sempre da quantidade de músculo perdido, mas será sempre uma perna muito pouco funcional""Vai ter consequências graves para sempre, a todos os níveis. Vai ser muito complicado refazer-se de tudo o que passou, sabendo que há também um sentimento de culpa", explicou.

Ângelo Rodrigues muda de hospital com escolta policial

O ator Ângelo Rodrigues, já saiu do hospital Garcia da Orta, em Almada e encontra-se a caminho do hospital militar, em Lisboa.

De acordo com a revista “Flash”, o ator saiu do hospital por volta das 15:50h, numa ambulância dos Bombeiros de Cacilhas que estará a ser acompanhada por uma escola policial.

Ângelo Rodrigues vai fazer um tratamento especial numa câmara hiperbárica, devido à grave infecção que o coloca em risco de perder uma das pernas.

O endocrinologista Sílvia Saraiva adiantou que “a câmara hiperbárica tem uma taxa de sucesso muito boa. A máquina é caríssima, daí só haver em três locais em Portugal. É usada em doentes diabéticos ou noutros casos de feridas não cicatrizadas, resultantes de acidentes. É também usada para pessoas que tiveram problemas com mergulho.”

Assim, este tratamento poderá significar o restabelecimento da circulação nos tecidos musculares afetados.

Houve uma infeção gravíssima, que está associada a uma alta taxa de mortalidade. Para já, a prioridade continua a ser a de parar completamente a infeção e a necrose tecidual, porque enquanto houver tecidos a necrosarem há risco de a infeção não parar” remata o especialista citado pelo CM.

O Vamos La Portugal é um site de noticias, que passam por vários temas, sejam eles de famosos, noticias gerais, desporto, entretenimento, humor, entre outros que pode encontrar através dos menus do nosso site.

Pode deixar ainda o ''gosto'' na nossa página oficial do facebook, que encontrará ao pesquisar precisamente por ''Vamos lá Portugal'', aproveitando assim para receber as nossas notificações e estar sempre a par das noticias que vamos lançando diariamente.

Aproveite para compartilhar as nossas noticias que mais gostar com os seus amigos e assim aumentar esta comunidade que tem vindo a crescer de dia para dia, graças aos nossos fiéis seguidores.

Além desta noticia pode visitar ainda mais sobre este assunto que hoje lhe disponibilizamos. Percorra o nosso feed de noticias através da página inicial do nosso site.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: www.novagente.pt · Crédito foto: dioguinho.pt