​Roberto Leal: família sequestrada violentamente. Roubaram tudo!

Família passou por momentos dramáticos

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Roberto Leal: família sequestrada violentamente. Roubaram tudo!

Roberto Leal passou por um momento dramático com a sua família no Brasil em 1989. A sua casa foi assaltada, a família ameaçada de morte e descobriu que os assaltantes foram ajudados por colaboradores seus.

Ainda assim, devido à sua energia positiva, Roberto  Leal conseguiu convencer os assaltantes que invadiram a sua casa de luxo em São Paulo e que ameaçavam a vida da sua mulher e dos filhos a não lhes fazerem mal.

"Tinha uma vida cheia. Vivíamos num condomínio em São Paulo. Um dia saí cedo para um concerto e uma hora e meia depois 3 assaltantes invadiram a nossa casa. A minha mulher estava no banho, e foi atada com uma toalha ao chuveiro com uma toalha. Fizeram o mesmo à minha filha. Ao meu filho não fizeram mal porque lhes pedi para não molestarem a mãe e a irmã. Roubaram tudo: dinheiro, jóias e carros. Soubemos que foram pessoas que trabalhavam connosco que lhes deram as dicas para nos assaltarem", explicou em pormenor Roberto Leal, que nunca conseguiu esquecer totalmente este momento dramático na vida da sua família.

Talvez tenha sido este um dos motivos que o tenha feito regressar a Portugal durante alguns anos.

Outros artigos:

Roberto Leal "enganado" pela família por amor: Ele não sabia a gravidade da doença

Os três filhos de Roberto Leal esconderam a verdadeira gravidade do cancro do cantor, para que este se mantivesse positivo até ao fim, sem nunca desistir de lutar.

"Ele não parou, foi o que o fez viver. Nós mentimos-lhe, ele não soube o que tinha até antes de morrer", revelou durante o velório de Roberto Leal, no Brasil.

"O meu pai não tinha estudos, a faculdade dele era a da vida. Conseguimos ludibriá-lo em termos clínicos. Enquanto o cancro colocava mais um ponto no fígado, nós dizíamos: 'Você está apenas com uma manchinha'. Nós sempre disfarçámos para que a cabeça nunca fosse abaixo", acrescentou ainda.

As primeiras palavras do filho de Roberto Leal sobre a morte do pai

Roberto Leal morreu aos 67 anos e travava uma dura batalha contra o cancro. Agora, o filho do cantor revela que sempre «disfarçaram» a doença para que o pai continuasse a ter força de viver

No velório de Roberto Leal, que aconteceu na Casa de Portugal, em São Paulo, esta segunda-feira, dia 16 de setembro, o filho, Rodrigo Leal, não conseguiu conter as lágrimas e acabou por falar com a imprensa brasileira sobre a luta do pai.

Rodrigo referiu que o pai morreu sem ter noção da gravidade do cancro contra o qual lutava. 

Foi isso que o fez com que o cantor tivesse força. «Ele não parou, foi o que o fez viver. Nós mentimos-lhe, ele não soube o que tinha até antes de morrer», conta. 

«Nós sempre disfarçámos para que a cabeça nunca fosse abaixo»

«O meu pai não tinha estudos, a faculdade dele era a da vida. Conseguimos ludibriá-lo em termos clínicos. Enquanto o cancro colocava mais um ponto no fígado, nós dizíamos: 'Você está apenas com uma manchinha'. Nós sempre disfarçámos para que a cabeça nunca fosse abaixo», revela Rodrigo

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: www.flash.pt · Crédito foto: www.flash.pt