Mariza confessa ter vivido momentos de terror

“Pensei ficar viúva com um filho nos braços”

Partilhar no Facebook
162 162 Partilhas

A fadista viveu anos de pânico com medo que roubassem o seu filho ou que lhe matassem o marido numa esquina. 

Passados anos do sufoco que viveu a cantora contou os momentos dificeis por que passou por culpa dos negocios do marido em Angola.

"Eu tinha noção dos negócios do meu marido, não tinha era noção de que as coisas eram tão graves. Ele não me passou informação porque eu estava grávida, fê-lo para não me assustar", relatou Mariza, adiantando ao tribunal que o pai do filho a mimava para minimizar os efeitos da realidade que teria que revelar em breve: "O António levava-me presentes todos os dias ao hospital. Eu não sabia que ele estava a passar uma fase complexa e depois percebi que o problema era gigante."

"Sei que o António queria ir a Angola buscar o que lhe pertencia. Disse-lhe que não o fizesse e pensei que qualquer dia o meu marido aparecia morto em qualquer lugar", lamentou, sublinhando: "Quando ele disse que queria regressar a Luanda pensei: ‘Vou ficar viúva e com um filho pequeno nos braços’."

"Houve muitas ameaças. Eu própria andava com muito medo na rua em Lisboa. Olhava para todos os lados. Temi que me levassem o Martim", disse, a lacrimejar e com a voz embargada, rematando: "Não foi um momento fácil. Toda a gente achava que éramos um bando de ladrões e mafiosos."

Partilhar no Facebook
162 162 Partilhas

Fonte: www.flash.pt · Crédito foto: www.flash.pt