Luísa Castel-Branco arrasa completamente Joana Amaral Dias

Sem papas na língua

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Luísa Castel-Branco não aprovou as declarações de Joana Amaral Dias e, sem papas na língua, disse o que achava sobre algumas atitudes da psicóloga.

«Podes ser um objeto sexual se fores atriz mas não podes comportar-te como tal se fores escritora», disse Joana Amaral Dias, numa entrevista que concede à revista VIP desta semana. 

O assunto foi debatido no programa Passadeira Vermelha e Luísa Castel-Branco não se coibiu de criticar Joana Amaral Dias. A comentadora começa por dizer que Joana «não é escritora». «Ela publica livros inseridos no contexto daquilo que ela estudou. Escritor é um conceito diferente. Quanto à opinião dela que não pode ser um sex symbol porque é escritora, ou psicóloga criminal ou politica, eu gostava que ela percebesse que ser um sex symbol para qualquer mulher não é um facto positivo», atira.

«A falta dessa dignidade é exemplar aqui»

«Porque sex symbol significa que ela não tem miolos. A única coisa que as pessoas vão olhar é porque ela tem umas medidas ótimas. Se calhar é assim que olham para ela», continua Luísa Castel-Branco.

Cláudio Ramos, no entanto, contarpôs: «não é por ela se querer considerar uma sex symbol que ela tem de ser burra. não é obrigação dela educar o público»

Luísa Castel-Branco volta à carga e diz: «ela é uma sex symbol a partir do momento em que se pôs nua a mostrar a barriga e nesse tempo ainda estava na política, demonstrou bem o que ela pensa das mulheres, da política».

Luísa Castel-Branco defende que exercer o cargo de deputado implica «ter uma dignidade própria». «A falta dessa dignidade é exemplar aqui»

Liliana campos Chama a atenção para o facto de Joana Amaral dias não ser deputada «há décadas».

A escritora diz ainda que as atitudes de Joana Amaral Dias a «envergonharam». «As atitudes dela há muito tempo que me envergonham».

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Novagente · Crédito foto: Novagente