Ljubomir Stanisic ao lado da mulher revela detalhes da vida sexual

As surpreendentes respostas do casal

Partilhar no Facebook
238 238 Partilhas

Ljubomir Stanisic ao lado da mulher revela detalhes da vida sexual

O cozinheiro Ljubomir Stanisic e a sua mulher Mónica Franco foram os convidados para o programa 5 Para a Meia-Noite e como não pdoeria deixar de ser foi uma animação.

Depois de confessar que o seu palavrão preferido é é «f*da-se», o casal respondeu abertamente às questões da anfitriã.

«Ljubo, qual é o prato favorito da Mónica?», questionou Inês Lopes Gonçalves, co-apresentadora do programa. Mais descontraído do que nunca, o chef fez as risadas da plateia ao responder: «Ui, testículos».

Divertida, a jornalista rapidamente acrescentou: «de tomatada». «Esquece, esta é a mulher perfeita. Ela come tudo, mesmo quando não corre bem, ela adora», completou o chef.

As questões foram abordando a vida íntima do casal e Ljubomir foi posto à prova. «Preferias ser vegetariano para sempre ou estar em abstinência sexual?», lançou Filomena.

«Essa é fácil», respondeu o casal em conjunto. «Vegetariano para o resto da vida. Começo já ontem. Era impossível viver sem sexo, até relva comia», assegura Ljubomir. 

Depois da Pressão no Ar, o casal foi colocado em Alta Pressão e Filomena Cautela elevou a fasquia. A apresentadora ia dizendo palavras e o casal tinha de responder ao mesmo tempo.

«Brinquedo sexual», disse. A resposta do casal deixou a plateia em êxtase. «Mena», responderam, referindo-se à própria apresentadora.

«Eu não sou um brinquedo sexual», gritou Filomena.

Outros artigos:

Ljubomir ameaçado no último episódio “Disse que lhe cortava a… p***”

Os telespectadores pensavam que iam ver ontem o último episódio do "Pesadelo na Cozinha" desta segunda temporada, mas a TVI trocou-lhes as voltas e transmitiu o  final da novela “Jogo Duplo.”

Para o próximo domingo espera-se emoções fortes, já que vai ser um dos episódios mais "violentos" de sempre. O chef Ljubomir Stanisic vai estar agressivo, mas a dona do restaurante não se cala e ameaça-o.

Em declarações a uma revista semanal, a dona do Café Central de Portalegre, Domingas, diz que o chef era um ídolo, e que durante a primeira temporada até aproveitou algumas ideias para caldos.

"Era um ídolo para mim", começa por explicar Domingas, de 47 anos de idade.. "Acompanhava os programas todos dele, até saquei algumas ideias de caldos, mas tivemos uma boa experiência. Fiquei muito magoada", continuou.

Ljubomir acusa Domingas de mimar o filho, Diogo Henriques, de 25 anos, que recebeu o espaço de presente da mãe há 5 anos. "Disse ao cozinheiro que ele não servia 'nem para cagar um saco de batatas' e que lhe cortava 'a pila e lha enfiava na boca'", ameaçou Domingas. 

Aumento significativo nas queixas na ERC contra o chef Ljubomir  

"Pesadelo na Cozinha", da TVI, foi alvo, nesta temporada, de um aumento nos protestos formais de telespectadores na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC). 

Em causa estão sempre "queixas contra a linguagem utilizada no programa", diz o Correio da Manhã

Oficialmente, a ERC diz que, "em outubro, deram entrada três participações referentes a violência verbal no formato" e que se encontram agora "em apreciação"

As queixas sobre Ljubomir Stanisic já não são uma novidade para a ERC. 

Na primeira temporada de ‘Pesadelo’ esta foi mesmo obrigada a pronunciar-se o assunto.

A ERC pronunciou-se então sobre uma queixa de Rui Almeida, que reclamou "contra a utilização de linguagem particularmente violenta", em especial pela transmissão, durante o terceiro episódio, de linguagem qualificada como agressiva, designadamente quanto à frase proferida pelo chef: "Se tivesse essa relação com a minha mulher num restaurante, eu, durante a noite, juro-te que lhe cortava a garganta, meu, quando chegava a casa." 

A ERC analisou na altura o contexto da frase e achou-a "particularmente violenta", mas decidiu que a mesma "não se afigura, no entanto, tendo em conta as circunstâncias em que foi proferida, designadamente as características do programa e o momento narrativo, suscetível de ser entendida na sua literalidade ou como incitamento à prática de violência" e decidiu, apenas "sensibilizar a TVI para o facto". 

Partilhar no Facebook
238 238 Partilhas

Fonte: www.tv7dias.pt · Crédito foto: www.tv7dias.pt