João Baião: As primeiras palavras após morte da mãe

As primeiras palavras após morte da mãe

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

João Baião: As primeiras palavras após morte da mãe

João Baião vive momentos de grande tristeza. No dia em que celebrou o seu 56º aniversário esteve no velório da mãe que morreu com 85 anos. A progenitora morreu na véspera do seu aniversário, tal como aconteceu com o pai, há nove anos, precisamente na mesma data. 

O apresentador voltou ás redes sociais para homenagear a progenitora através de um poema sentido de Antero de Quental.

«Mãe – que adormente este viver dorido,

E me vele esta noite de tal frio,E com as mãos piedosas até o fio
Do meu pobre existir, meio partido… Que me leve consigo, adormecido,Ao passar pelo sítio mais sombrio…
Me banhe e lave a alma lá no rioDa clara luz do seu olhar querido… Eu dava o meu orgulho de homem – dava
Minha estéril ciência, sem receio,E em débil criancinha me tornava,

Descuidada, feliz, dócil também,Se eu pudesse dormir sobre o teu seio,
Se tu fosses, querida, a minha mãe!Antero de Quental

Muito obrigado a todo» lê-se.

Outros artigos:

Moura dos Santos reage a críticas de João Baião: “Ele deve ser é parvo”

João Baião não gostou como o jurado Moura dos Santos falou  com uma das concorrente de "La Banda" e mostrou a sua indignação nas redes sociais, já que considerou o comentário humilhante.

«Está tudo bem comigo e não foi nada diretamente nem para mim nem comigo foi apenas um desabafo de coisas que se vê em televisão e que me deixam triste. Normalmente não comento publicamente o que quer que se seja mas ver uma jovem a chorar em frente a um País completamente indefesa deixou -me ASSIM.»

O Correio da Manhã contactou Moura dos Santos e ele reagiu assim, “O João Baião deve ser é parvo. Onde é que humilhei alguém? A senhora talvez seja sua amiga (…) Dizer a alguém que não sabe cantar e aconselhá-la a seguir a sua profissão é tudo menos humilhar. Não tenho de lhe pedir desculpa”.

João Baião revoltado com Humilhação na RTP

João Baião não gostou de um comentário de um dos jurados do programa "La Banda" e mostrou a sua indignação nas redes sociais. O apresentador considerou o comentário humilhante.

«Está tudo bem comigo e não foi nada diretamente nem para mim nem comigo foi apenas um desabafo de coisas que se vê em televisão e que me deixam triste. Normalmente não comento publicamente o que quer que se seja mas ver uma jovem a chorar em frente a um País completamente indefesa deixou -me ASSIM.»

Arrependido? João Baião chora por ter "abandonado" Tânia Ribas de Oliveira

Passaram cinco anos desde que João Baião deixou a RTP, mas esse momento ainda é recordado com lágrimas. O apesentador esteve no programa "Júlia" e ficou em lágrimas ao recordar a antiga colega, Tânia Ribas de Oliveira.

"Consegui não chorar no 'Alta Definição, mas aqui...", começou por dizer o apresentador da SIC depois de ouvir uma mensagem da antiga companheira da RTP.

"Sinto que ficou aqui qualquer coisa atravessada porque sinto que a abandonei um bocadinho. Nós éramos tão felizes. Crescemos juntos e eu cresci muito com a Tânia, porque foi a primeira vez que fiz 'daytime' e foi com ela sem saber se tinha qualquer competência", explicou João Baião a Júlia Pinheiro.

"Estou muito feliz aqui [na SIC], foi um salto muito importante, mas sinto sempre que ela ficou lá. Tenho muitas saudades dela", acrescentou.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: www.maria.pt · Crédito foto: www.maria.pt