Famosos : Helena Isabel apanha mais um hater em direto na TVI… veja como arrumou o assunto!
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Helena Isabel apanha mais um hater em direto na TVI… veja como arrumou o assunto!

Helena Isabel tem reação fantástica

Publicado por Vamos lá Portugal em Famosos
Partilhar no Facebook
48 48 Partilhas

Helena Isabel apanha mais um hater em direto na TVI… veja como arrumou o assunto!

A ex-concorrente da Casa os segredos voltou de novo a apresentar o programa «1000 À Hora». Helena Isabel teve mais um episódio insólito, mas o "espertinho" teve azar com a reação da apresentadora.

«A Magia do direto! E o “Chico espertismo” arrumado com humor! Thats life ?‍♀️ #deusnocomando #nossasenhoranabox #pastorinhosnaregie», escreveu na legenda.

Apesar de ser uma outsider na apresentação, a alentejana tem tido casos semelhantes e saiu sempre por cima.

Outros artigos:

Chocante: Helena Isabel esteve no ‘Jornal das 8’ a falar das agressões que sofreu

Helena Isabel esteve no jornal das 8, no espaço das conduzido por  José Eduardo Moniz, ‘O Deus e o Diabo’. A vencedora da Casa dos Segredos 6 falou das agressores que sofreu por parte do seu ex-namorado.

Vivi uma relação que ao início era maravilhosa. Isto para dizer que as pessoas também têm coisas boas, mas as coisas más sobrepõem-se. Estas pessoas [agressores] não são totalmente más. Ao início, quando estive com esta pessoa [Gonçalo Rosado], nada fazia prever que tinha este tipo de comportamentos. Estamos a falar de surtos psicóticos”, começou por referir.

Estamos a falar de pessoas que não sabem lidar com a adversidade e contrariedade e estamos num espaço público e vão para o meio da estrada para se suicidarem. Que quando estamos em casa e não sabem lidar com um não, metem uma faca ao pescoço. E temos de lidar com isso todos os dias. Foram sempre a ele [as tentativas de pôr fim à vida], mas é uma coisa que me aflige”, continuou.

 “Fiz uma queixa à APAV, foram incríveis comigo. Disseram: ‘Helena, o seu caso está em risco máximo’. Marcaram-me logo uma consulta com uma psicóloga em Cascais, à qual eu não fui porque tinha compromissos e fui arrastando a situação. Manteram-se em contacto comigo. Entretanto voltei para a pessoa e eles [APAV] ficaram alarmados”.

José Eduardo Moniz questiona Helena Isabel do porquê de reatar a relação com o agressor. 

Toda a gente me faz essa questão. Achamos que a pessoa melhora, que é pontual. Até que no dia 18 de fevereiro de 2018, tínhamos vindo de um jantar onde já tínhamos discutido e nesse dia em que ele cegou, meteu-me no chão e sufocou-me. Só tive tempo de pedir ajuda. No quarto andar ouviram os meus gritos de desespero. Tirou-me o telefone e, entretanto, ligou-me o meu melhor amigo porque lhe tinha enviado uma mensagem e teve uma hora com ele ao telefone. Consigo compreender em parte o facto de o querer acalmar, mas não consigo perceber o facto dessa pessoa me ver a pedir por socorro… Estava assustada e quem me ajudou foi uma pessoa do quarto andar porque fugi de casa".

“Fazia-me esperas à porta de casa. Eu tinha o número de um agente [da autoridade] que me ajudou sempre. Passou um ano e há um ano que estou sem proteção nenhuma. Fiz mais cinco aditamentos ao processo", referiu.

O flagelo teria o seu fim quando Helena desistiu de esperar pelo julgamento e apresentou uma carta ao Ministério Público. “Parou porque eu fiz uma carta ao Ministério Público onde propus um acordo. Nem pedia dinheiro. A única coisa que pedia era um pedido de desculpas público e pulseira eletrónica. Soube por ele - porque entretanto íamos falando - que lhe chegou a carta e foi aí que ele parou”.

“Viveu-se durante um ano o sentimento de impunidade. Ele trabalha numa faculdade de direito e dizia-me muitas vezes: ‘Eu tenho os melhores advogados a trabalhar comigo. Desta não te safas’”, acrescentou. 

Agora a jovem está "liberta" desta situação e encontra-se a viver uma nova fase na sua vida.

Partilhar no Facebook
48 48 Partilhas

Fonte: dioguinho.pt
Crêdito foto: dioguinho.pt

Goste/partilhe