Foram 7 minutos de terror! Kathryn descreve a noite em que foi violada

Mulher descreve a noite de terror

Partilhar no Facebook
6,638 6.6k Partilhas

Foram 7 minutos de terror! Kathryn descreve a noite em que foi violada

Este escândalo sexual aconteceu em 2009, mas agora volta a dar que falar por decisão da própria. 

Hoje a norte americana com 34 anos confessa arrependimento em ter aceite o dinheiro de Cristiano Ronaldo para ficar calada e conta agora como tudo aconteceu.

Tudo aconteceu após um encontro numa famosa discoteca em Las Vegas. Cristiano Ronaldo convidou a jovem a acompanha-lo ao hotel onde estava instalado.

Já no hotel o jogador convidou Kathryn e uma amiga para  para um banho de jacuzzi. Kathryn Mayorga recusou o convite.

"Eu não queria entrar na água para não estragar o meu vestido", começou por contar.

Cristiano Ronaldo ofereceu-lhe uma roupa e quando estava estava na casa de banho para fazer a torca, Cristiano Ronaldo terá entrado sem pedir licença, com o pénis à mostra.

"Basicamente, ele implorou-me que lhe tocasse no pénis por 30 segundos. Quando parei de tocar, ele pediu-me para chupá-lo. (…) Depois disse-me que me deixava ir embora se lhe desse um beijo. Disse: ‘Vou-te beijar, mas eu não vou tocar no teu pénis'", acrescenta.

Kathryn confidencia que o beijo só o excitou ainda mais. 

"Ele começou a tocar-me com muita força. Empurrei-o para longe e disse-lhe para parar", continua."Ele puxou-me para o quarto (…) Tentou tirar-me a lingerie à força. Enrolei-me numa toalha, estava a tentar proteger a minha vagina. E foi aí que ele se deitou em cima de mim", revela. 

Depois seguiram-se sete minutos de sexo anal, sem qualquer proteção e sem o seu consentimento.

 Segundo Kathryn foram 7 minutos de terror. O tempo que demorou a penetração sem mudar de posição. Depois do ato, a americana diz que o Cristiano Ronaldo lhe pediu desculpa.

Ronaldo terá feito um olhar de arrependimento e terá dito "desculpa" ou "magoei-te?", Kathryn não consegue precisar as palavras.

 No final, segunda as palavras da norte-americana, CR7 pôs-se de joelhos e fez uma declaração surpreendente: "Tenho 99 por cento de bom rapaz, só não consigo perceber o outro 1 por cento."  

A jovem terá ficado com medo que o craque tivesse alguma doença sexualmente transmissível, pelo que Cristiano Ronaldo tranquilizou-a:

"Pensei que tinha alguma doença, que ele tivesse infectado com SIDA e questionei-o. Ele negou. ‘Sou um atleta profissional e faço testes a cada três meses. Não conseguia ser futebolista com uma doença’"..

Partilhar no Facebook
6,638 6.6k Partilhas

Fonte: www.flash.pt · Crédito foto: www.flash.pt