Em Guerra! Ex-colaborador de Teresa Guilherme defende-se

Jovem defende-se “Não sou vigarista!”

Partilhar no Facebook
90 90 Partilhas

Em Guerra! Ex-colaborador de Teresa Guilherme defende-se

Como já foi referido Teresa Guilherme não vive dias fáceis, depois de ficar sem a apresentação da casa dos segredos e de um ex-funcionário a levar a tribunal acusando-a de de escravidão eis que surge outra acusação. 

A apresentadora  está a ser acusada de dever dinheiro ao realizador do programa "A Casamenteira".

Teresa Guilherme defendeu-se e num comunicado referiu que não deve nada a Tomás Duran de 22 anos, o realizador. Porem, o jovem não gostou de ser acusado de "vigarista" e falou à revisa Nova Gente de forma a acabar com as especulações sobre este caso:

«Eu, tal como os trabalhadores de A Casamenteira, tenho dinheiro a receber da Teresa Guilherme S.A.. Há episódios que a Teresa Guilherme nunca pagou. Dois já foram emitidos na TVI, no ano passado. O problema que está em causa é a falta de pagamento de episódios».

«Esta conversa de que recebi o dinheiro dos programas e que sou eu que o estou a reter não é verdade»

«Todos os pagamentos foram sempre feitos pela Teresa Guilherme S.A. diretamente aos trabalhadores. Sempre foi feito assim, desde há dois anos. Nunca houve alteração deste modo de pagamento», afirma. 

O pagamento «era maioritariamente feito através de transferência». Apenas «em casos estritamente necessários» é que o dinheiro passava pelas mãos de Tomás Duran, como aconteceria com «despesas em cassetes», especifica. 

«Eu e a equipa de A Casamenteira não somos os únicos que têm dinheiro a receber da Teresa Guilherme. Se há dúvidas de quem é que deve dinheiro, vão ver as notícias e os processos que estão em tribunal», remata. 

 O jovem pretende apenas limpar o seu nome:

«Tenho o maior respeito pela minha profissão. Fui sempre correto com todas as pessoas que trabalharam para a Tersa Guilherme S.A.. Não sou responsável financeiramente pela Teresa Guilherme S.A., não trabalho para a Teresa Guilherme S.A.. Sou realizador do programa. O realizador apenas é responsável pela conceção do programa. A criação e  a maneira como o programa é  contado. Foi isso que fiz. Os pagamentos e todas as outras  questões são responsabilidade da produção, a Teresa Guilherme S.A.», avança. 

O realizador acrescenta ainda que se sente «injustiçado com toda esta situação», porque, diz, sempre se dedicou a este projeto, no ar há cerca de um ano. «É muito injusto. Eu sou uma pessoa que trabalha imenso. Não merecia isto!» 

«Pertenço a uma nova geração de televisão. Já fiz centenas de projetos e nunca fiquei a dever nada a alguém. Em todos os projetos que fiz, correu sempre tudo bem. As pessoas saíram sempre satisfeitas. Nunca houve nenhum problema.» 

A «fazer um esforço», juntamente «com os advogados de ambas as partes», para se chegar a consenso, Tomás Duran garante que «não». «Não sou vigarista!»

Apesar dos seus 22 anos, o jovem já conta com trabalhos realizados para os três canais generalistas  RTP, SIC e TVI –, «sem relatos de qualquer incidente».

Partilhar no Facebook
90 90 Partilhas

Fonte: www.novagente.pt · Crédito foto: www.novagente.pt