Desvendados os motivos do desaparecimento de Zé do Pipo

“Brigas e dívidas”

Publicado por Vamos lá Portugal em Famosos
Partilhar no Facebook
226 226 Partilhas

Desvendados os verdadeiros motivos do desaparecimento de Zé do Pipo

Nuno Batista está desaparecido desde novembro de 2018. Foram feitas buscas em terra e mar pela família e pelas autoridades, mas sem efeito. Suspeita-se que o cantor se tenha suicidado. 

Passaram cinco meses e Fernando Nogueira, também conhecido por ‘Bruxo de Fafe’, foi contratado por um amigo e um familiar de Zé do Pipo para desvendar o mistério.

O "bruxo de Fafe" conta que foram as «dívidas» e a «vergonha» estarão na origem da morte. O vidente aceitou este desafio porque sempre achou esta historia muito estranho, Foi ao local onde tudo aconteceu em Peniche e fez três rituais:

"Há três meses fui contactado por um amigo do Zé do Pipo e, a seu pedido, comecei a fazer as minhas orações, sobre as fotografias do Nuno, no meu escritório. Há duas semanas, esse amigo juntou-se a um familiar do Nuno e contrataram-me, pagando, para vir a Peniche fazer os meus rituais e descobrir o que se passou. Conclui hoje [quarta-feira, 3] o terceiro dos rituais e já sei como tudo aconteceu"

«Nos meus rituais consigo perceber que o Nuno Baptista andou desorientado um dia inteiro devido a uma chatice com alguém», refere Fernando Nogueira, acrescentando que: «teve uma briga violenta na véspera do dia em que se matou. Já tinha tido algumas brigas tudo porque não havia dinheiro».

«Ele estava desesperado por falta de dinheiro para as despesas e, talvez apertado por alguém e devido à vergonha de ser quem era, veio aqui a este sítio e botou-se ao mar», continua. O vidente refere ainda que o artista se matou «de dia com duas pedras nos bolsos».

Outros artigos:

Mulher do Zé do Pipo faz musicas para Manel do Barril

A notícia de que a mulher do Zé do pipo escreveu músicas para o Manel do Barril deixou muitos seguidores surpreendidos.

Zé do Pipo desapareceu em Peniche no passado dia 6 de Novembro. Tudo aponta para que o cantor que se tenha suicidado.  O agente do cantor, Luís Martins decidiu dar continuidade ao projeto "Zé do Pipo" e por isso substituiu o "boneco" pelo Manel do Barril".

Após a alegada morte do Zé do Pipo, Luís Martins decidiu seguir em frente e encontrar um novo músico que pudesse dar continuidade ao projeto. «Fiz um casting com dez cantores e foi escolhido este para interpretar a personagem Manuel do Barril (…) Nunca esteve em cima da mesa a hipótese de substituir o Nuno antes dele se suicidar.»

Ainda assim, o agente surpreendeu ao revelar que quem escrevia as letras era Celeste Roberto, viúva do Zé do Pipo: "Nove das dez músicas do novo álbum foram escritas depois da morte do Nuno Batista pela Celeste Roberto, a viúva dele, que tem muito jeito para escrever letras marotas e que tem de ganhar a vida.»

Zé do Pipo foi substituído... A reação da mulher

A notícia que Zé do Pipo irá ser substituído por Manel do Barril caiu que nem uma bomba e muitos fãs ficaram indignados. Consideram tratar-se de uma falta de respeito.

O empresário do cantor Luís Martins explicou ao site da revista Maria, que Celeste (mulher de Nuno Batista) aprovou Manel do Barril. «Falo com a Celeste todos os dias, praticamente. Ela  diz que eu já devia ter seguido há mais tempo com esta solução. Diz que fiz bem. Ela sabia que isto ia acontecer», revela o agente garantindo que estas conversas começaram ainda em setembro, altura em que Nuno Batista cancelou os espetáculos e ia iniciar um tratamento contra a depressão.

«O médico do Nuno disse-lhe que a profissão dele não era compatível com a profissão, ele já me vinha a dizer que eu tinha de encontrar uma solução, eles já estavam a pensar em arranjar um negócio alternativo. isto em finais de setembro. A 11 de outubro foi o último concerto e percebemos que ele não estava a melhorar. A Celeste dizia-me para eu não fazer conta com ele, o próprio Nuno também, mas eu mantinha a esperança. Mas a cabeça dele já só pensava no que ele acabou por fazer (Luís Martins acredita que Nuno Batista se suicidou), afirma.

Apesar de muitos empresários quererem manter o nome "Zé do Pipo", ele não aceitou por respeito:

 «Eu não quis. Até por respeito à família e ao que aconteceu. Alterei o nome. Manel por tal como Zé ser um nome tipicamente português e Barril por ser sinónimo de Pipo. Não me quis afastar do conceito e quis manter a mesma linha», salienta.

Partilhar no Facebook
226 226 Partilhas

Fonte: www.maria.pt
Crédito foto: www.maria.pt