Cláudio volta ao ataque: “Então burra e quem não lê és tu…”

Cláudio volta a atacar Carolina Deslandes

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Cláudio volta ao ataque: “Então burra e quem não lê és tu…”

Carolina Deslandes esteve presente na gala dos globos de Ouro e foi entrevistada para o programa “Passadeira Vermelha”, da SIC.

A atriz foi questionada sobre as publicações polémicas que faz nas redes sociais, a cantora disse que criticas irá haver sempre:

"Nós não vemos as coisas como elas são, nós vemos as coisas como nós somos, se tu tiveres uma má interpretação do mundo à tua volta, se a tua energia não for de amor, de compreensão e de generosidade, tu vais sempre ver o pior do outro (…) nós não temos de ser responsáveis pela percepção dos outros, tu tens é de saber aquilo que tu queres transmitir”, disse.

A cantora falou ainda sobre as pessoas que trabalham na imprensa:

Eu estou de consciência tranquila com o meu trabalho e com aquilo que eu quero transmitir, eu acho que hoje em dia termos uma plataforma com muitos seguidores, teres as tuas redes sociais ativas é também uma missão social, é a minha forma de ver (…) a minha ideia é esta: toda a gente tem um lugar e tem direito a ter as mesmas oportunidade e é isso que eu tento transmitir”, concluiu.

Cláudio Ramos ouviu o discurso com muita atenção e atacou:“Gostei muito do discurso bonito, oh estou ainda arrepiado, que a Carolina fez”, começou por dizer, em tom de ironia.

Mas então só devo entender uma coisa porque naturalmente fui eu que não percebi, não foi a Carolina que não se explicou bem, portanto, quando nós estamos a criticar aquilo estamos a ver aquilo que acaba por refletir, então imagino, e fico mais aliviado, que quando me chamaste burro e que eu não lia, então burra e quem não lia és tu. É assim uma espécie de espelho não é? É que assim vou mais aliviado para casa”, disse.

Outros artigos:

Filho de Carolina Deslandes sofre de autismo "É a criança mais especial que conheço"

Carolina Deslandes revelou que o seu filho mais velho, Santiago de três anos é autista:

«Ontem quando subi ao palco não disse nada do que queria dizer. Acho que há momentos da vida em que nos faltam as palavras, e é essa a beleza disto tudo. Ainda assim, ficou um vazio. Há um ano e meio que digo para mim, que se algum dia estiver numa posição de ser ouvida por muita gente e poder fazer a diferença, vou falar sobre este assunto. Nunca o fiz, nunca o fizemos. A semana passada quando gozavam e ridicularizavam a Greta pela sua maneira “estranha” de falar, pensei em pronunciar-me e mais uma vez não o fiz.

Hoje acordei e pensei que não quero falhar ao meu filho, e acima de tudo, não quero falhar às tantas crianças ‘estranhas’ que são catalogadas e postas de lado numa sociedade que se debruça pouco ou nada sobre aquilo que não conhece.

O Santiago sofre de uma perturbação do espectro do autismo. Foi um caminho longo, de braço e de coração dado, que nos levou a pedir ajuda e a entrar dentro deste universo encantado em que ele vive.

O autismo continua a ser visto como um problema. Algo que torna as pessoas diferentes e esquisitas. Pois eu olho para o Santiago e acho que os esquisitos somos nós.

Com o nosso filho entendi que as palavras são o meio mais fácil de comunicar, mas não o mais bonito. Ainda sem falar, o Santiago já me disse os mais bonitos poemas, já me mostrou cores no mundo que eu não sabia que existiam, já me disse que me amava ao roçar o seu nariz no meu e ao encostar a cabeça no meu peito. Ve-lo superar-se a cada dia, vê-lo partilhar e crescer é um privilégio. E eu hei-de estar sempre lá na primeira fila, a aprender tudo o que ele quer ensinar.

O nosso filho é especial. Não no sentido prejurativo, não sentido mais completo e literal que existe: é a criança mais especial que conheço. É um mundo com mundos por dentro.

1 em cada 9 crianças sofre de uma perturbação do espectro do autismo. É urgente criar meios de integração no nosso ensino, é urgente informar as pessoas sobre isto, é urgente a inclusão.

Sejam bondosos com os caminhos dos outros. Eles passam por ruas que nós não imaginamos.»

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: www.hiper.fm · Crédito foto: www.hiper.fm