Cláudio Ramos “reclama” do seu ordenado

Cláudio Ramos quer ganhar mais

Partilhar no Facebook
124 124 Partilhas

Cláudio Ramos "reclama" do seu ordenado

Cláudio Ramos é mais um Português que não está contente com o ordenado que recebe. Conhecido por não ter papas na língua o comentador da passadeira vermelha afirmou que não estava contente com o ordenando que recebe na estação de Carnaxide. 

«Eu também não acho que o meu valor é justo. Eu queria ganhar muito mais», disse, sem hesitar, quando comentava uma firmação de uma celebridade.

Fala-se que o apresentador ganha cerca de 3 mil euros/mês. Recentemente o seu nome foi apontado para trabalhar com Cristina Ferreira, mas segundo o próprio  «Não faço a mínima ideia. Até agora, é importante que se diga, eu não tive nenhuma conversa, não tive nenhuma reunião, não recebi nenhum convite».

Outros artigos:

Cláudio Ramos arrasa famosos que defenderam Júlia Palha

Há uma semana Joana Latino comparou a silhueta de Júlia Palha a uma prateleira. A atriz respondeu e com ela muitos famosos mostraram a sua indignação nas redes sociais. 

Sara Sampaio, Pedro Teixeira, Daniela Melchior, Rita Pereira, Jessica Athayde, Mafalda Marafusta e Rui Maria Pêgo foram apenas algumas das caras conhecidas que se mostraram solidárias.

Cláudio Ramos, também comentador do "Passadeira Vermelha" esteve nos teve no programa da SIC Caras e fez questão de dizer que tinha um recado importante para partilhar...

Revoltado o  apresentador defendeu a comentadora Joana Latino:

«Acho um pouco injusto», começou por dizer. Criticado por ter perguntado se as mamas de Júlia eram, realmente, verdadeiras, o comentador referiu que não se iria «desculpar», uma vez que considera ter feito «uma pergunta legítima».

«Não sou amigo da Joana Latino, sou companheiro de trabalho. Lá fora nem nos falamos. Achei muito deselegante. A Joana nunca fez nada que não se tenha feito nos últimos cinco anos do programa, ou noutro lado qualquer».

Cláudio concordou com o «conteúdo» dos comentários da jornalista, não tendo, no entanto não concordou com «algumas expressões». «Concordo com tudo o que a Joana disse, não concordo é com o tom», reforçando que o vestido lhe «ficava mal».

O apresentador admite que Júlia tinha «todo o direito» a publicar o texto em que mostrava o desagrado com o que foi dito. O que deixou Cláudio numa pilha de nervos foi mesmo o facto de várias pessoas terem ‘tomado as dores’ de Júlia,  «muita gente aproveitou a situação para aparecer»

«Os comentários não põe em causa a emancipação da mulher, a igualdade de género nem a diminuição do sexo feminino», esclarece.

«Gera-se uma onda que cavalga no que acontece e é dito aqui. A junta-se a Júlia Palha, B e C também… de repente há uma onda com a Júlia. O grande problema é que se eu ligasse a algumas dessas pessoas e perguntasse o que estavam a defender, a maioria das pessoas que comentaram não saberiam dizer», desabafa.

Cláudio colocou uma questão no ar: quem perdeu a razão? Joana Latino com a comparação das mamas de Júlia a uma prateleira ou as pessoas na internet que a ofenderam e chamaram de todos os nomes possíveis.

O apresentador aproveitou para as ‘desmascarar’ algumas das pessoas conhecidas que comentaram.

«Eu sei que se muitas pessoas não forem comentadas neste programa, arriscam-se a não ter uma roupa para usar numa passadeira vermelha».

Sem revelar nomes, Cláudio ainda afirmou: «Algumas das pessoas que comentaram fazem pior entre elas e é muito fácil provar».

 «Parece-me mais falta de moral as pessoas que pedem dinheiro e não pagam, outras que estão proibidas de entrar nas lojas porque não devolvem os vestidos que emprestaram ou outras que enganam os empresários».

As declarações polémicas continuaram: «tiram print screen de mensagens e mandam a amigos» ou que «andam a dormir com os namorados das amigas».

«Vocês é que fizeram ciberbullying e aproveitaram a carrinha mediática. Se fosse comigo, provava a todas as pessoas que comentaram, uma a uma, que a moral é uma coisa diferente». 

Partilhar no Facebook
124 124 Partilhas

Fonte: www.vip.pt · Crédito foto: www.vip.pt