Bronca com João Baptista: Ex-namorada acusa-o de violência doméstica

Caso está no tribunal

Partilhar no Facebook
32 32 Partilhas

Bronca com João Baptista: Ex-namorada acusa-o de violência doméstica

João Baptista está envolvido numa nova polémica, mas desta vez ele não é a vitima, é o agressor. No Verão passado o ator foi brutalmente agredido num café em Vila Franca de Xira e teve que ser transportado para o Hospital de São José em Lisboa onde foi operado de urgência.

Agora volta a ser noticia, mas por agredir a sua sua ex-namorada. De acordo com a publicação da revista "Maria", existe uma queixa contra João Baptista por parte da ex-namorada, Dina Kelly, por violência doméstica.

Ao que tudo indica, o artista de 34 anos terá usado de força perante a ex e continuará, até, de certa forma, a persegui-la. Pelo menos são estas as acusações a que a revista Maria teve acesso por parte de fonte que prefere manter o anonimato mas que está perto do caso no Tribunal de Loures.

O namoro entre João Baptista e Dina Kelly terminou definitivamente há  pouco tempo, depois de no verão terem existido rumores de que o casal estava separado.Essas noticias aconteceram na altura em que o ator foi agredido e o próprio fez questão de desmentir a separação, fazendo inclusive uma dedicatória à empresária. Praticamente todas as imagens do ex-casal desapareceram das redes sociais.

Outros artigos:

Última Hora: Ator João Batista foi espancado

Ator teve de ser submetido a uma cirurgia

No passado domingo o conhecido ator João Batista foi agredido numa pastelaria em Vila Franca de Xira. Devido ao espancamento o ator teve de ser internado no hospital São José, em Lisboa e submetido uma cirurgia maxilo-facial no próprio dia.

O desentendimento terá começado quando o ator pediu a dois homens que se encontravam no estabelecimento para não o filmarem. Esta recusa terá levado a que João Batista fosse agredido com "com murros, pontapés e cabeçadas". 

Segundo uma reportagem do "Você na TV" quando o INEM chegou ao local por volta das 19h40,  o ator «apresentava uma lesão grande no olho direito e umas escoriações na face e no braço».

"Ana", uma testemunha que estava no local contou na primeira Pessoa como aconteceram estas agressões:

«Nós estamos na esplanada, ao final da tarde, e eram 17h30 quando eu cheguei. Entretanto chegou o João com uns amigos e sentou-se na esplanada. Nada levava a crer que isso fosse acontecer», começa por contar.

«Ana» conta que passado um bocado o ator e o grupo de amigos se levantaram para abandonar o local.

«Quando olhei, vi o João a ser projetado contra a parede», revela.

A testemunha chega mesmo a contar que «se não tivesse intervido, ele era morto ali», acrescentando ainda que «numa fração de segundo aquilo parecia um filme de terror».

«Ana» faz um relato quase que real do que aconteceu durante as agressões.

«Atiraram-no contra a parede, tiraram-lhe a camisa, bateram-lhe imenso na cara», começa por contar. «Quando ele caiu para o chão um deles meteu-lhe o braço no pescoço e deu-lhe murros na cara».

Já na parte final do seu depoimento, «Ana» conta que quando chegou ao pé do ator ele já estava «muito mal tratado».

Partilhar no Facebook
32 32 Partilhas

Fonte: www.maria.pt · Crédito foto: www.maria.pt