A última entrevista de Roberto Leal, há 2 semanas falava que não queria morrer...

A última entrevista de Roberto Leal

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

A última entrevista de Roberto Leal, há 2 semanas falava que não queria morrer... 

Foi apenas há duas semanas que Roberto Carlos recebeu em sua casa  a jornalista Veruska Boechat e falou nas dificuldades que ultrapassou na sua vida, da sua carreira e da sua luta contra o cancro. 

Roberto Carlos de 67 anos já se encontrava bastante debilitado e falou sobre a doença que  que lhe afetou as pernas, coluna e olhos, e a possibilidade da morte.

"Quando fui fazer a operação à coluna, a dor era tão grande, tão grande, que ela tomou conta do meu corpo. Antes de entrar no bloco procurei Deus e disse-lhe 'a partir de agora entrego-me nas Tuas mãos, que não mais forças'. Quando estás à beira de partir deste mundo, queres ficar mais um pouquinho, para ver crescer as tuas netas e as vitórias dos teus filhos. E deixar a tua companheira em paz", referiu Roberto Leal, alundindo aos três filhos (Victor, Manoela e Rodrigo), às duas netas (Bianca e Mayara) e à sua mulher desde há 45 anos, Márcia Fernandes.

Outros artigos:

Drama: Roberto  Leal doente com cancro, já está cego de um olho

Roberto Leal escondeu durante dois anos que lutava contra um cancro. Em declarações à TV Record, o cantor quebrou o silêncio. Tudo terá começado com fortes dores nas costas que se estendiam para a perna direita:"Tinha hora que eu não sentia do joelho para baixo e ela foi subindo até uma hora que eu não conseguia ficar em pé".

Seguiram-se sessões de acupuntura para aliviar as dores, mas sem sucesso. Fez exames onde se descobriu que Roberto Leal era "portador de um melanoma. Faz imunoterapia [para ativar o sistema imunitário], em ciclos de 21 dias, que está a evoluir de uma maneira muito positiva", comentou o médico do músico, Renan.

Dois anos depois do início dos tratamentos, com 10 sessões de radioterapia, Roberto diz que está "melhor do que nunca", mas ficou com a visão afetada devido a duas cataratas, já não vê do olho direito. "O máximo que pode acontecer é eu ficar com 30 a 40% de visão", comentou

Apesar destes graves problemas de saúde, não tem medo da morte: «Não! Não mesmo porque, Márcia Lúcia, a minha companheira de 42 anos disse: ‘Roberto como é que aceitas tão resignado e só com oração esta doença?’. Aceito porque acredito que for decido por Deus é o melhor para mim. Se eu realmente cheguei a esta situação, se este caminho é o único caminho possível, eu não tenho escolha, mas voltar para atrás, não. Isso é próprio de alguém que sabe que há uma luz no fim do túnel. Eu sei e tenho certeza que o amor vencerá toda a dor».

O Vamos La Portugal é um site de noticias, que passam por vários temas, sejam eles de famosos, noticias gerais, desporto, entretenimento, humor, entre outros que pode encontrar através dos menus do nosso site.

Pode deixar ainda o ''gosto'' na nossa página oficial do facebook, que encontrará ao pesquisar precisamente por ''Vamos lá Portugal'', aproveitando assim para receber as nossas notificações e estar sempre a par das noticias que vamos lançando diariamente.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: www.flash.pt · Crédito foto: www.flash.pt