Carlos Queiroz confirmado como novo selecionador da Colômbia

Confirmado como selecionador da Colombia

Partilhar no Facebook
52 52 Partilhas

Carlos Queiroz foi nomeado técnico da Colômbia na quinta-feira, disse a federação de futebol do país (FCF), substituindo o argentino José Pekerman, que deixou o cargo em setembro.

A nomeação de Queiroz já era esperada há muito tempo, mas a Colômbia teve que esperar até ao final da recém-finalizada Copa Asiática para o contrato do português com o Irão se acabar.

Ele assinou um contrato de quatro anos e a sua primeira grande tarefa será liderar a Colômbia na Copa América de junho e julho no Brasil.

Ele disse que o seu objetivo seria "cuidar da orgulhosa história e da reputação que a Colômbia tem hoje no mundo".

Este é a quinta equipa nacional que o técnico Português lidera, três das quais ele conseguiu levar ao Mundial.

Queiroz treinou a África do Sul na Coréia do Sul e no Japão em 2002, Portugal na África do Sul em 2010 e o Irão nos dois últimos torneios no Brasil (2014) e na Rússia (2018).

O treinador de 65 anos também teve uma curta passagem pelos Emirados Árabes Unidos no final dos anos 90.

Ele durou menos de um ano com o Real Madrid depois da sua equipe de Galaticos perder os seus últimos cinco jogos da La Liga em 2003/04, e ter caído do topo da liga para o quarto lugar.

Queiroz teve duas passagens separadas como assistente do técnico do Manchester United, Alex Ferguson, ajudando o clube inglês a conquistar o título da Premier League três vezes, assim como a Liga dos Campeões de 2008.

Espera-se que ele ajude a Colômbia a se qualificar para o quarto Campeonato do Mundo consecutivo, no Qatar, em 2022.

“Ele é um treinador europeu. A maioria dos jogadores da seleção joga na Europa. Os seus métodos podem ser muito semelhantes aos que os jogadores têm nos seus clubes, e isso é muito importante”, disse Pablo Rios, analista da Blu Radio.

«Para mim é uma honra e um sentimento de grande felicidade devido à confiança e esperança que depositaram no meu trabalho. Venho com o desejo de tentar cuidar do património, prestígio e reputação existente no mundo pela Colômbia. Prometo entrar em todos os jogos para ganhar, de forma a elevar o mais possível esta camisola», afirmou, Carlos Queiroz.

«Tudo começa com os jogadores, são a parte mais importante de um projeto. Hoje em dia a prioridade são os mais velhos, mas poderemos igualmente observar os jogadores de futuro. Os jogadores são o coração e alma da Colômbia», atirou.

Partilhar no Facebook
52 52 Partilhas

Fonte: iol.co.za · Crédito foto: iol.co.za