Comédia : Homem finge ser surdo e mudo durante 62 anos para não escutar a mulher
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Homem finge ser surdo e mudo durante 62 anos para não escutar a mulher

Tudo para não a aturar.

Publicado por Vamos lá Portugal em Comédia
Partilhar no Facebook
1,460 1.5k Partilhas

Um homem de Waterbury, no Connecticut, enfrenta o divórcio depois da sua esposa ter descoberto que ele não era surdo e que fingiu sê-lo durante mais de 62 anos para evitar ter que a ouvir e aturar.

De acordo com os papéis do divórcio, Barry Dawson, de 84 anos, nunca falou uma única palavra em frente à sua esposa de 80 anos, Dorothy, durante as décadas que eles viveram juntos.

Dawson aprendeu a linguagem de sinais para poder se comunicar com o marido, mas diz que ele ainda assim não era comunicativo.

“Demorei dois anos para aprender a me comunicar com as minhas mãos. Assim que fiquei dominei essa linguagem, ele começou a ter problemas com a visão. Agora que penso nisso, ele provavelmente fingiu isso também!"

O casal criou seis filhos e tem treze netos, os quais também estavam convencidos de que o Sr. Dawson era surdo.

“Quando ele estava em casa, aquele idiota sempre fingia ser surdo. Não foi até que eu vi um vídeo do Youtube dele a cantar durante uma noite de karaokê num bar enquanto deveria estar numa reunião para uma instituição de caridade, que eu entendi tudo. ”

O advogado de Dawson, Robert Sanchez, admite que o seu cliente fingiu ser surdo, mas disse que fez isso "pela sua esposa", acrescentando que "é a única maneira de suportar essa velha chata".

O advogado de Dawson, Robert Sanchez, alega que o estratagema do idoso não foi feito para ofender ou enganar a sua esposa, e que pode, de fato, explicar por que o seu casamento funcionou durante 62 anos.

“O meu cliente é bem quieto e não muito falante, mas a sua esposa é irritantemente tagarela. Se ele não tivesse fingido de ser surdo, eles teriam-se divorciado há 60 anos. De certa forma, ele fez isso por ela e pela sua família. ”

Ambas as partes devem comparecer no tribunal, pois Dorothy Dawson está a exigir uma compensação financeira pelo seu "stress e carga emocional", bem como metade dos seus pertences e também pensão alimentícia.

Partilhar no Facebook
1,460 1.5k Partilhas

Fonte: worldnewsdailyreport
Crêdito foto: worldnewsdailyreport

Goste/partilhe