Um esquiador americano salva 90 cães nos Jogos Olímpicos na Coreia do Sul

Os cães poderão ser adotados em breve

Partilhar no Facebook
524 524 Partilhas

Um esquiador americano salva 90 cães nos Jogos Olímpicos na Coreia do Sul

Os cães poderão ser adotados em breve

O esquiador americano Gus Kenworthy fez manchetes na semana passada por ter beijado o seu namorado depois de acabar em 12º lugar no Esqui Estilo Livre nos Jogos Olímpicos de Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Desta vez, Gus Kenworthy é assunto por um motivo diferente. Ele salvou cães que estavam destinados a ser comidos.

“Esta manhã, Matt (o seu namorado, ator Matthew Wilkas) e eu ficamos com o coração partido ao visitar uma das 17 mil quintas de cães da Coreia do Sul. Em todo o país 2.5 milhões de cães são criados para serem consumidos nas condições mais perturbadoras que possam imaginar”, escreve Gus num longo texto publicado no Twitter.

O atleta explicou que não queria “impor os seus ideais ocidentais” mas que “a forma como estes animais são tratados é completamente desumana e a cultura não deve ser bode expiatório para a crueldade”.

Nessas quintas, “os cães estão desnutridos e abusados fisicamente, abarrotados em pequenas cercas e expostos a invernos gelados e verões quentes”, de acordo com o atleta. Mas “esses cães não são diferentes dos que chamamos de nossos animais de estimação. Alguns até foram roubados ou encontrados e vendidos no mercado de carne de cão”, diz ele. 

“Os cães são nossos amigos, não são comida”.

O lugar visitado por Gus foi fechado e este aproveitou para adotar um dos cães que salvou. Os restantes 90 serão levados para os Estados Unidos e para o Canadá para serem adotados. Que boa notícia! 

Parabéns a Gus pelo seu envolvimento social! Usou a sua popularidade com a história do beijo para salvar vidas!

Partilhar no Facebook
524 524 Partilhas

Fonte: ayoyeglobal · Crédito foto: ayoyeglobal