Animais : Um cão rottweiler salvou a vida a um bebé abandonado, cuidou dele e protegeu-o a noite toda.
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Um cão rottweiler salvou a vida a um bebé abandonado, cuidou dele e protegeu-o a noite toda.

Cão salva e cuida de bebé

Publicado por Vamos lá Portugal em Animais
Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

A julgar pelo comportamento deste nobre cão pode ser assegurado que: o cão não é apenas o melhor amigo do homem, ele também cuida do nosso bem-estar e pode ser um verdadeiro herói. Como aconteceu no caso de um rottwailer no Uruguai, que cuidou de um bebé recém-nascido, que havia sido abandonado no nascimento por uma mulher que não sabia que estava grávida, ou sabia da gravidez mas não sabia como proceder a seguir. Seguindo um raro instinto de proteção, o cão salvou a vida do bebé.

Tudo aconteceu uma noite quando uma jovem, que segundo os jornais locais tinha 22 anos, deu à luz um bebé num celeiro, na cidade de Canelones, no Uruguai. Confusa e a sangrar, ela acabou no hospital. A família não tinha ideia da gravidez. 

Poderia ter sido catastrófico e dramático o destino do bebé. Mas perto do celeiro havia um cão da raça Rottweiler, que, segundo a imprensa local, "cuidou toda a noite" do recém-nascido. O cão  era o animal de estimação daquele que acabou sendo o avô do bebé. Os donos do cão alegam que o Rottweiler é um cão "de bom caráter, muito devotado, obediente e dócil", apesar do fato de que esta raça tem uma reputação do contrário: raça agressiva e propensa a brigas.

Com latidos insistentes e poderosos, o cão alertou o 'avô' do bebé e o guiou-o até o local onde a criança estava sob seu cuidado. O bebé ainda tinha o cordão umbilical quando foi encontrado pelo 'avô'.

O homem envolveu a criança numa jaqueta e levou-o para um centro de saúde local, onde chegou com hipotermia. Segundo os médicos, o parto ocorreu cerca de 16 horas antes. A mãe apareceu num centro de saúde e disse que sofreu um aborto espontâneo, mas não tinha certeza do que aconteceu porque estava muito alterada.

Ninguém na sua família sabia da gravidez. De várias fontes, soube-se que a jovem sofria de graves distúrbios psiquiátricos e, portanto, foi internada no mesmo hospital que o seu bebé.

Se não fosse pelo cão , o bebée já não estaria neste mundo.

Aplausos a este grande cão.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Entérate de algo
Crêdito foto: Entérate de algo

Goste/partilhe