​Um cão fiel esperou pelo dono no hospital durante quatro meses, mas ele não sabe que o dono está morto

Uma história que tocou os corações de muitos donos de animais de estimação.

Partilhar no Facebook
322 322 Partilhas

Um cão fiel esperou pelo dono no hospital durante quatro meses, mas ele não sabe que o dono está morto

Este cachorro aguarda o seu falecido dono na frente ao hospital. Mas o seu dono nunca mais voltará a vê-lo porque ele morreu há já quatro meses.

As fotos comovente foram amplamente divulgadas nas redes sociais até se tornarem virais.

Nós vemos o cão, que não tem nome, deitado à frente do Novo Horizonte Hospital Santa Casa, São Paulo, Brasil.

As imagens mais antigas do cão datam de outubro do ano passado.

Naquela noite, o cão correu atrás da ambulância que transportou o seu dono até às urgências.

O dono nunca saiu, mas o cão ficou lá pacientemente à espera dele.

O homem que possuía o cão era um homem sem-abrigo de 59 anos. Numa batalha violenta, ele foi esfaqueado e morreu no hospital, informou a mídia local. 

Uma pessoa no hospital tratou de alimentar o cão , mas os refúgios nas proximidades estavam muito preocupados com o cachorro.

Depois de dois meses, encontraram uma família para o cão e levaram-no para a sua nova casa.

Mas o cachorro fugiu da casa que e voltou para a porta do hospital para esperar pelo dono.

A história deste cão tornou-se viral porque ilustra muito bem o amor que pode unir um cão e ao seu dono.

Cristine Sardella partilhou as fotos no Facebook com uma mensagem que ressoou nos corações de muitos donos de animais.

"Temos muito o que aprender com os animais. Esse cachorro fica todo dia na porta da santa casa de Novo Horizonte esperando pelo seu dono que infelizmente faleceu. Soube que é alimentado por algumas pessoas. À espera dele é em vão, mas o amor que ele nutri pelo dono é eterno. Observo tb o respeito que os funcionários da Santa casa tem por ele. E assim, segue a vida, os animais ensinando aos homens o verdadeiro amor."

O responsável pelo hospital também fez uma declaração: 

"O homem foi transportado na ambulância e o cão veio também, a correr atras do veículo. A vítima não resistiu e o cão continuou aqui", disse Osvaldo Palota Sobrinho, director financeiro da Santa Casa, ao Globo.

Os funcionários do hospital têm dado água e ração ao animal. "Ele é extremamente manso, dócil e quieto", disse ainda o responsável.

Partilhar no Facebook
322 322 Partilhas

Fonte: ayoyeglobal · Crédito foto: ayoyeglobal