Soldado é obrigado a abandonar o seu melhor amigo no Iraque, mas uma surpresa emocionou a todos.

Soldado chora ao deixar seu melhor amigo no Iraque. Mas meses depois, um reencontro marcaria a sua vida

Partilhar no Facebook
2,395 2.4k Partilhas

Ollie é um cachorro, visto como mascote e reforço moral de uma unidade do Exército dos Estados Unidos no país, mas para o soldado Ken Wyrsch, o tempo que passaram juntos nas terras sob conflito fez com que uma verdadeira amizade florescesse.

A guerra é cruel, e as pessoas se apegam muito por medo e carência, saudade de casa, além de tudo isso, um sentimento de esperança cresceu dentro de Ken quando se aproximou de Ollie e a amizade ficou muito forte: “Ele estava lá quando saíamos para as missões e também sempre estava quando voltávamos”, comentou o soldado.

Enfim, os soldados receberam a feliz notícia de que iriam para casa, mas Ken não esperava escutar que Ollie teria que ficar. “Você não pode deixar um amigo para trás, isso não se faz”, disse o militar.

Ele não se conformou e resolveu entrar em contato com uma organização, e pediu ajuda encarecidamente, implorou para que Ollie pudesse ser levado a São Francisco, onde vive.

Quase quando já estava perdendo as esperanças, passados alguns meses, finalmente ele conseguiu arrecadar a verba necessária para a longa viagem que o cao teria que fazer, por meio de doações.

E quando, enfim, o cachorro chegou, o reencontro foi emocionante. Tanto Ollie quanto Wyrsch mal conseguiam se conter de alegria um na frente do outro.

“Ele é um bom garoto. Ele vale a pena. Ele vai estar comigo para o resto da minha vida”, falou emocionado.

Partilhar no Facebook
2,395 2.4k Partilhas

Fonte: bestofweb · Crédito foto: bestofweb