Animais : Ele viveu preso entre dois prédios durante 3 anos e ninguém tentou resgatá-lo.
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Ele viveu preso entre dois prédios durante 3 anos e ninguém tentou resgatá-lo.

O resgate de um cão que vivia preso entre dois prédios.

Publicado por Vamos lá Portugal em Animais
Partilhar no Facebook
700 700 Partilhas

Ele ficou conhecido como "O Prisioneiro de Azkaban" ou de "O Presidiário do Castelo" por anos e os moradores de Khabarovsk, na Rússia simplesmente não cogitaram a ideia de salvá-lo desse sofrimento, apenas aceitaram que havia um cachorro preso em um pequeno vão entre dois prédios da cidade.

Dizem que alguém abandonou o cachorro quando era um filhote no vão entre um prédio residencial e uma loja. O pequeno assustado, imaginando que seu dono voltaria, resolveu ficar ali e esperar. Os moradores o ouviram chorando, mas não se moveram para ajudar o pobre animal que precisava de ajuda. Alguns apenas jogavam comida no buraco, água apenas da chuva e mesmo assim ele conseguiu sobreviver. 

Ele não saiu do buraco com medo, mas depois ficou muito grande e não conseguiu passar pelo vão, foi assim que ficou preso por três anos.

As coisas só foram mudar quando ativistas dos direitos dos animais ficaram sabendo da situação do cachorro e tentaram libertá-lo.

Seria simples e fácil, mas se tornou um pesadelo burocrático ridículo. Eles só precisavam quebrar mais a parede para o cachorro sair, mas havia um forte impedimento oficial. 

Foi aí que resolveram agir sem permissão, com a justificativa de que a vizinhança estava ameaçando mata-lo por não aguentarem mais os choros dele.

Foram lá e quebraram a parede o menos possível, o tamanho que pudesse dar condições de uma jovem bem magra passar para dentro dele.

E ela finalmente conseguiu, chegou até ele e o prendeu em uma coleira. Os ativistas puxaram a coleira com cuidado até que o cachorro passasse pelo vão. Ele estava desesperado tadinho. Mas felizmente ele estava bem e foi apelidado de "Volva", que significa "liberdade" em russo. 

Daria Stepantsova, já resgatou muitos animais, mas esse caso a deixou muito triste, como ninguém fez nada por ele antes? Ela lembra: "era incrivelmente apertado. Sem espaço para respirar, concreto por todos os lados. Em alguns pontos, eu tive que lutar com minhas próprias mãos para ir adiante. Constantemente houve momentos em que eu me senti completamente claustrofóbica e pensei que estivesse presa. Era tão estreito que eu não conseguia nem virar a minha cabeça. Todo o meu corpo estava esticado e minhas roupas ficaram destruídas, mas no final valeu a pena!", contou

Ao assistir o vídeo podemos ver o quanto que o regate foi difícil e ela postou algumas fotos para termos noções reais, seu corpo arranhado e suas roupas rasgadas. Mas ela afirmou que faria tudo outra vez se fosse preciso. "Talvez agora as pessoas parem de tentar me dar comida por me acharem muito magra", disse ela em tom de brincadeira.

A história foi parar na tv local e assim conseguiram um novo lar para Volva que merece muito amor depois de tantos anos presa.

Partilhar no Facebook
700 700 Partilhas

Fonte: VLP
Crêdito foto: VLP

Goste/partilhe