Animais : Descoberta nova espécie de enguia elétrica com voltagem muito alta

Descoberta nova espécie de enguia elétrica com voltagem muito alta

Todos os detalhes no interior.

Publicado por Vamos lá Portugal em Animais
Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Duas novas espécies de enguias elétricas foram descobertas em águas doces na Amazónia, incluindo uma capaz de dar decargas de 860 volts, as mais poderosas já registadas no mundo animal, de acordo com um estudo publicado terça-feira na revista Nature Communications .

Conhecidas há mais de 250 anos, as enguias elétricas, grandes peixes com até 2,5 metros de comprimento, eram anteriormente afiliadas por cientistas de espécies únicas. A identificação de duas novas variedades ressalta até que ponto a riqueza da biodiversidade na Amazónia permanece desconhecida, de acordo com este estudo realizado no Brasil, Guiana Francesa, Guiana e Suriname.

"Ainda ser capaz de encontrar novos peixes dete tamanho na floresta amazónica, apesar de atividades humanas durante 50 anos, mostra que ainda há muitas espécies por descobrir, muitas das quais poderiam ser usadas para pesquisas médicas, ou trazer avanços tecnológicos ", explica Carlos David de Santana, do Smithsonian Natural History Museum, em Washington, DC, que liderou a pesquisa.

Esta descoberta "reforça a necessidade de preservar a maior reserva de biodiversidade do planeta", acrescenta o pesquisador.

As enguias elétricas, apesar do seu nome estão mais próximas dos peixes do que as enguias reais, há muito tempo cientistas estão fascinados pela sua capacidade de produzir eletricidade - como uma bateria biológica - permitindo através de um mecanismo de choque elétrico paralisar as suas presas à distância.

A sua anatomia inspirou o físico italiano Alessandro Volta, o inventor da primeira bateria - a bateria voltaica - em 1799. Ela também inspirou em pesquisas sobre doenças neurodegenerativas e, mais recentemente, na célula a combustível de hidrogénio para implantes médicos.

Carlos David de Santana e a sua equipa descobriram estas duas novas espécies estudando o DNA de 107 espécimes.

Uma delas, chamada "Electrophorus voltaï", localizada no Brasil, é capaz de produzir descargas até 860 volts, 200 volts a mais do que as espécies já conhecidas.

Este fenómeno pode ser explicado pela adaptação desta espécie ao seu ambiente aquático, localizado nas terras altas, onde a condutividade elétrica é baixa.

Cerca de 250 espécies de peixes elétricos vivem na América do Sul. Todos produzem energia elétrica para se comunicar ou se orientar, mas as enguias elétricas são as únicas a usá-la para caçar ou se defender.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: NYtimes
Crêdito foto: NYtimes

Goste/partilhe